Ao nos alimentarmos, carboidratos, proteínas, gorduras, açúcares e ácidos passam pela nossa corrente sanguínea e são distribuídos para diferentes órgãos e tecidos nos enchendo de energia. Portanto, a fome é uma necessidade fisiológica natural com que revitalizamos o corpo para continuarmos com nossas atividades diárias.

De acordo com especialistas, quanto mais o tempo passa entre a sua última refeição, mais diminui a quantidade de nutrientes em sua corrente sanguínea. Se estes nutrientes caem muito baixo, o cérebro interpreta a falta de alimentos como uma ameaça à vida, e este, por sua vez, irá causar irritação. Sim, você ficar com raiva como um demônio!

Por quê? A resposta é simples: de todos os órgãos do nosso corpo, o cérebro é um dos que mais consome energia e, acima de tudo, depende de glicose para funcionar. Então, quando estamos com fome nós começamos a nos tornar mais desajeitados, cansados, e nosso cérebro não sabe como se comportar.

Em seguida, você não consegue ser uma pessoa simpática e sociável ou alguém com quem se possa trabalhar; você não pode fazer qualquer tipo de coisa porque a falta de energia o impede. Mas além da falta de concentração, tendemos a ficar com raiva porque o nosso cérebro pede aos hormônios que são liberados para aumentar os níveis de glicose no sangue.

Em seguida, ele lança quatro hormônios importantes que podem ajudar a regular os níveis de glicose: hormônio do crescimento da glândula pituitária, glucagon do pâncreas, adrenalina e cortisol nas as glândulas supra-renais. Estes últimos são dois hormônios que causam estresse, quando confrontados com situações difíceis.

Outra razão pela qual a fome está ligado a raiva são seus genes. Ou seja, se a sua genética é de temperamento alto, provavelmente você também terá raiva quando você tiver vontade de comer.

Como nós vimos, existem várias maneiras pelas quais nós nos tornamos mais propensos à raiva quando estamos com fome. Portanto, para evitar chegar a irritabilidade, o melhor é comer alguma coisa entre uma refeição e outra.

O mais recorrente, quando se está neste estado, é que o cérebro nos queira coisas extravagantes como chocolates, batatas fritas ou refrigerantes, porque esses alimentos produzem altos níveis de glicose no sangue. No entanto, se você come-los como um pré-alimento, você terá uma baixa de açúcar no sangue mais rápida e isso vai ajudar ao excesso de peso.

Então, agora, antes de sair para gastar bastante tempo sem comer, é melhor trazer algumas barras energéticas ou frutas no seu bolso, para que você não se torne uma pessoa atormentada por falta de alimentos.

Fonte(s)Iflscience